site19.jpg

Instalação da Balança

MANUSEIO DO EQUIPAMENTO NA INSTALAÇÃO

É necessária uma atenção especial no manuseio dos trilhos instrumentados com os sensores de força. A instrumentação contida neles é protegida por tampas metálicas. Deve-se tomar cuidado para não danificar essas tampas durante a instalação na via.

Em hipótese alguma estas tampas podem ser abertas, sob pena de danificar a instrumentação dos trilhos.

Deve-se evitar impactos violentos nos trilhos instrumentados, principalmente na região das tampas metálicas.

Deve-se evitar que os trilhos instrumentados sejam submetidos a temperaturas superiores a 65 0C.

Deve-se evitar que fiquem expostos ao tempo antes de sua instalação na via.  Os demais equipamentos não devem ser submetidos a choques e vibrações e devem ser armazenados em ambiente apropriado, protegidos contra intempéries.

LOCALIZAÇÃO DA BALANÇA

Os sensores de força da balança devem ser instalados, em uma linha onde só passem sobre eles os vagões que serão pesados. Em caso de necessidade eles podem ser instalados na via principal. Em ambos os casos, deve-se respeitar a velocidade máxima permitida ( 30 Km/hora ) .

É necessária a existência de um trecho em tangente e nível de pelo menos 50 metros, antes e após os sensores.

A via sob os sensores e nos trechos de 50 metros anterior e posterior aos mesmos, deve ser mantida no melhor padrão de manutenção possível principalmente na região das talas de junção e tomando cuidado principalmente quanto à manutenção da bitola, do nivelamento e alinhamento dos trilhos.

É importante que a via seja inspecionada pelo menos a cada 6 meses. A drenagem desta região deve ser de tal forma que não ocorra acúmulo de água ou outro material na balança.

Caso o solo do trecho não apresente condições de suporte ou drenagem adequados, deve ser escolhida outra localização ou estudada com a STA, uma solução conveniente.

Se não houver a possibilidade de se conseguir um trecho reto e em nível, pode-se dentro de certos limites, instalar a balança num trecho curvo e com inclinação. Neste caso consultar a STA.  É adequado que a balança seja instalada longe de AMV'S (aparelhos de mudança de via).

INSTALAÇÃO DOS SENSORES DE FORÇA

As duas barras de trilho que formam os sensores de força da balança ferroviária dinâmica, devem ser isoladas do restante da via para evitar descargas elétricas atmosféricas e interferências elétricas.

Deve-se curto-circuitar os trilhos que chegam nos sensores de força da balança, usando cabo de cobre nu de diâmetro de 10 mm ( figura 1 ) de modo que os sensores fiquem protegidos contra descargas elétricas atmosféricas nos trilhos nas proximidades da balança.

Os trilhos devem ser instalados de forma que a caixa de ligação dos cabos fique do lado externo da via.

Na via deve ser cortado um pedaço de cada trilho de forma a permitir a instalação dos elementos sensores, atendendo as seguintes condições:

a)     As regiões instrumentadas dos sensores de força, indicadas na barra de trilho por marcação no patim, deve estar perfeitamente centrada no vão entre dois dormentes (figura 2).

FIGURA 1– VISTA LATERIAL DO SENSOR DE FORÇA

As regiões instrumentadas dos dois sensores de força devem estar perfeitamente alinhadas ( figura 3 )

 

 

FIGURA 2– DETALHE DO ALINHAMENTO DOS TRILHOS

c)     Deve-se utilizar para a ligação dos sensores com o restante da via, talas isoladas, de preferência de madeira.

d)     O espaçamento dos dois dormentes na região instrumentada, deve ser tal, que a borda da placa de apoio coincida com o término da região marcada no patim do trilho ( figura 4 ). A distância entre as bordas internas das placas de apoio deve ser de 550 mm. Nos demais dormentes adjacentes à balança, o espaçamento não é crítico, desde que se tenha pelo menos 4 dormentes sobre os sensores.

FIGURA 4– DISTÂNCIA ENTRE DORMENTES

e)     Os dormentes na região da balança ( 64 metros ) devem ser novos ou estar em ótimo estado.

f)  Os trilhos devem ser fixados aos dormentes por fixação elástica, com placa de apoio.

INSTALAÇÃO DO EQUIPAMENTO ELETRÔNICO

Os equipamentos eletrônicos da balança ferroviária dinâmica, devem ser instalados em sala adequada, preferencialmente com ar condicionado.  A sala deve ter dimensão suficiente para abrigar os equipamentos e permitir o trabalho do operador.

É aconselhável instalar os equipamentos da balança longe de outros equipamentos que possam gerar interferências elétricas ( aparelhos de rádio, motores, painéis elétricos ) .

Deverão ser providenciados os móveis necessários para acomodar o microcomputador e impressora. É necessário um espaço de 0,70 x 1,00 m na parede próxima ao microcomputador para instalação do painel receptor de sinais.

É necessário providenciar uma tomada nas proximidades desses equipamentos. A tomada deve ser para no mínimo 12 ampéres, com 3 pinos. Esta tomada deve permitir a conexão de pinos chatos ou redondos e ter o terceiro pino aterrado.

ALIMENTAÇÃO ELÉTRICA

A alimentação elétrica do sistema deverá ter as seguintes características:

-Tensão: 127 volts com variação de + 5%;

-Frequência: 60 Hz +1% ;

-Corrente de 12 ampéres em 127 Volts .

ATERRAMENTO

A NB-3 ( ABNT ) obriga todo sistema de corrente alternada a ter um dos condutores ligados à terra.  No prédio onde serão instalados os equipamentos eletrônicos da balança, deverá ser instalado um eletrodo de terra.

Importante:  Os sensores de força devem ser conectados a esse eletrodo com cabo de cobre nu de diâmetro não inferior a 10 mm.  O terceiro pino da tomada na sala dos equipamentos deve ser conectado a esse eletrodo com cabo de 4 mm2

Este eletrodo de terra deverá apresentar a menor resistência possível, devendo ser da ordem de 5 ohms ou menos, conforme a NB-3, item 413.1.3.5.

Os eletrodos de terra devem ser confeccionados com barra Copperweld de diâmetro igual ou maior que 15 mm e 3 m de comprimento. O numero de eletrodos depende da resistência do solo no local da instalação.

Deve-se utilizar os eletrodos necessários para se conseguir a resistência desejada. Se durante a instalação ou em qualquer outra ocasião notar-se que a resistência do eletrodo de terra ultrapassar 5 ohms, deve-se tomar as seguintes providências:  Aumentar o numero de eletrodos; aumentar a profundidade dos eletrodos já enterrados; aumentar a espessura dos eletrodos.

Submeter o solo a tratamento químico com cloreto de sódio ou sulfato de magnésio ou de cobre.

Se já houver um aterramento na sala onde ficarão os equipamentos da balança, deve-se usar esse ponto de  terra para aterrar a balança. Não se deve usar aterramento em separado para a balança.

ITENS A SEREM PROVIDENCIADOS PELO CLIENTE

-Aterramento;

-Instalação de eletrodutos e conduletes;

-Cabos e passagem dos mesmos ;

-Estrutura de alvenaria para os painéis eletrônicos;

-Tomada com terceiro pino aterrado na sala dos equipamentos;

-Talas de junção de madeira ( 4 talas ) ;

-Colocação dos sensores instrumentados na via ;

SOFTWARE

O software da Balança Ferroviária Dinâmica é elaborado para Windows. O software é totalmente desenvolvido no Brasil, de forma que pode ser preparado para uma aplicação especifica.